quinta-feira, 10 de junho de 2010

Tecnologia nas escolas: giz e quadro negro não têm mais vez

Sistema integra a lousa digital a um tablet e permite que o professor passe as informações aos alunos de onde ele estiver
Uma sala de aula como essa, com um laptop para cada aluno, ainda é realidade distante da maioria das escolas do Brasil. O índice de inclusão digital do país é baixo, e segundo dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios realizada pelo IBGE, mais de 100 milhões de pessoas acima dos dez anos de idade nem sequer têm acesso à web. Isso representa mais da metade dos brasileiros com essa idade. Mas as novidades para o setor educacional não param de surgir e embora o nosso sistema ainda seja bastante atrasado em termos de tecnologia, as iniciativas mostram que há uma preocupação constante nessa área.


Fonte:http://olhardigital.uol.com.br/produtos/central_de_videos/tecnologia-nas-escolas-giz-e-quadro-negro-nao-tem-mais-vez/11822/integra

Aluna: Andreza Carvalho ( turma 303 - Noite)

24 comentários:

  1. Para que o uso da tecnologia em sala de aula tenha efeito positivi é necessário que os nossos alunos tenham pelo menos noção do material ultilizado em sala de aula.Que eficácia teria poe exemplo o uso do Blog em sala de aula se muitos dos alunos não tivessem acesso a computador ou internet?

    ResponderExcluir
  2. E uma realidade muito distante da nossa, mais seria bem produtivo em sala de aula, os alunos teriam mais vontade de socializar sua aprendizagem com os outros alunos e a professora.

    ResponderExcluir
  3. Realmente a realidade do nosso país em relação a educação é muito dura, por isso devemos escolher bem os nossos representantes politicos.

    Gicele, Noite

    ResponderExcluir
  4. A tecnologia hoje está se tornando uma ferramenta importantíssima em vários âmbitos e a educação não fica de fora, na educação a tecnologia ainda tem que avançar em muitos aspectos para atender também essa classe menos favorecida;
    e é através da escola que essas crianças podem conhecer a tecnologia e aprender a usá-la. Polliana Marques/ 3° Tarde

    ResponderExcluir
  5. Primeiramente, devemos acreditar numa transformação do quadro geral da educação brasileira pelo motivo de estarmos inseridos, como aprendentes do curso de Pedagogia, no sistema de ensino. Construir sonhos, projetos tem que fazer parte de nossas vidas. Cobrar o que está em Lei é nosso dever como cidadãos; exigir uma educação de qualidade é direito constitucional.

    Rosicleia, 3º período - noite

    ResponderExcluir
  6. Concordo com a Rosicléia, na posição de futuros pedagogos devemos acreditar que a modificação do quadro educacional é possível e mesmo que a implementação das tecnologias nas escolas seja uma realidade distante da nossa,devemos sempre lutar por melhorias no sistema de ensino, pois só assim teremos uma educação de qualidade.

    Joyce, terceiro período - noite

    ResponderExcluir
  7. É uma realidade distante ainda na educação brasileira, pois sabemos que na maioria das vezes falta desde o giz ao quadro negro, para os alunos das escolas públicas do Brasil, principalmente as escolas que se localizam na zona rural.
    REINALDO DE PAULO DINIZ 3 PERÍODO NOITE

    ResponderExcluir
  8. Edvalda Pereira - G2 - 3º Período/Tarde12 de junho de 2010 14:11

    Para se falar em inclusão digital na educação, não basta instalar computadores nas escolas. É preciso capacitar os professores para que eles transformem a sua aula utilizando a ferramenta e que se busquem meios para que o aluno não seja excluído da tecnologia digital fora da escola.

    ResponderExcluir
  9. É uma realidade que estar muito distante na nossa educação, se muitas vezes falta o material basico usado em sala de aula,imagina quando essa tecnologia ira chegar aqui no Brasil.Logico que essa tecnologia sera muito imporatante para o desenvolvimento do aluno.

    Edilane Ferreira 3° Perido - Noite

    ResponderExcluir
  10. Tecnologias como essa está distante da nossa realidade claro esta seria muito boa e o aprendizado seria mais eficaz. Mas, por outro lado temos maneiras tecnologicas mais acessiveis para trabalhar com nosso aluno em sala de aula, concordo com a Giceli em um primeiro momento devemos escolher nossos representantes para depois pensarmos em tecnologias assim.

    ALINE MANOELA 3º PERÍODO NOITE

    ResponderExcluir
  11. Eu ficaria bastante contente se o numero de uso de computadores, principalmente nas escolas, aumentasse. Porem nao concordo com o abondono do GIZ/LAPIS de quadro, pois, aprender a digitar pode ser bom, mas esquecer de escrever....jamais! ^-^

    Araní Mayara, G 2, tarde, 10916535

    ResponderExcluir
  12. Hedy Lamar,Noite, G115 de junho de 2010 16:58

    De a nossa realidade estar um pouco abaixo do esperado, mais é necessário mudar esta concepção negativa, para que isto mude é necessário fazer fale de quem colocamos lá em cima com Gicele propõem temos mudar sim, e não dar mais para fazer de conta que não esta acontecendo nada.

    ResponderExcluir
  13. Simone Soares Mamede16 de junho de 2010 11:41

    Acredito também como nos demais comentários que é preciso uma mudança geral no quadro educacional do nosso país.Pois colocar computadores em sala de aula e abolir o giz e o quadro negro não é o bastante, para que a aprendizagem ocorra de fato.Devemos pensar na qualidade da educação que iremos como educador proporcionar aos nossos alunos.Pensando sempre no uso das tecnologias como suporte.

    ResponderExcluir
  14. Mírian-Pedagogia noite-G116 de junho de 2010 17:26

    Andreza,acredito que o uso das TIC's veio pera contribuí,mas não podemos abolir os metódos que nos fez chegar aqui.Principalmente porque vivemos num país em que a realidade é camuflada.

    ResponderExcluir
  15. Fatima Vasconcelos17 de junho de 2010 06:58

    Concordo com a Araní Mayara, não podemos esquecer o giz e o lápis, pois isso seria esquecer a caligrafia. Como nossas crianças vão aprender a escrever se abolir-mos o lápis o giz e quadro? Como elas iriam treinar sua caligrafia se só existisse o computador para digitar. O computador é importante sim, mas para introduzir como um a mais e não substituir o lápis e o giz.

    Maria de Fatima Vasconcelos 3º período noite

    ResponderExcluir
  16. Fatima Vasconcelos17 de junho de 2010 07:16

    Concordo com a Araní Mayara, não podemos esquecer o giz e o lápis, pois isso seria esquecer a caligrafia. Como nossas crianças vão aprender a escrever se abolir-mos o lápis o giz e quadro? Como elas iriam treinar sua caligrafia se só existisse o computador para digitar. O computador é importante sim, mas para introduzir como um a mais e não substituir o lápis e o giz.

    Maria de Fatima Vasconcelos 3º período noite

    ResponderExcluir
  17. Tecnologias Nas Escolas

    Parece coisa de filme ,mas essa é uma realidade já vista e que está sendo usada em algumas escolas brasileiras,seria maravilhoso se pudessemos ter esse tipo de material,que os alunos de uma escola em Pelotas no (RS)tem acesso.

    Shirley Targino Silva 3° periodo / noite

    ResponderExcluir
  18. Vanessa do Nascimento Pereira18 de junho de 2010 04:48

    Seria muito interessante uma escola pública que tivesse um computador pra cada criança, mais o interessante seria primeiro vir a capacitar o profissional, para esse avanço tecnológico

    ResponderExcluir
  19. A realidade educacional do Brasil está, realmente, distante dessa realidade de países de primeiro mundo. Porém, cabe aos políticos que vestem à bandeira da educação, implantarem políticas públicas, para que as nossas escolas se tornem em ambientes socializador da interação digital para todos.
    Miriam da Silva Bezerra, 3º período, noite

    ResponderExcluir
  20. EDNA MARIA AMÂNCIO SILVA20 de junho de 2010 14:38

    Andresa carvalho: Para se chegar a essa nova tecnologia nas escolas do Brasil é preciso primeiramente ter um olhar especial àqueles alunos que não tem acesso fácil e quando tem é na escola e muita vez é tão precária, que o professor fica limitado no processo de aprendizagem e o aluno em desenvolver suas habilidades educacionais. Infelizmente a forma de se governar no Brasil ainda é errônea, colocando a educação em última prioridade, vejo a urgência que é para promover a educação no país e, portanto compreendo que não da mais para esperar que a educação aconteça verdadeiramente na vida da população brasileira de forma tão lenta por parte dos governantes.

    ResponderExcluir
  21. Embora a chegada de novas propostas, de ensino através de tecnologias, serem sem dúvida, muito positivas, isso não quer dizer que o giz e o quadro negro não tenham mais vez. Pelo contrário o apoio de novas ferramentas só vem para fortalecer ainda mais, as ja estavam sendo utilizadas. De forma a somar no projeto pedagógico da escola garantindo transformação em sala de aula.

    ResponderExcluir
  22. Grace 3° Período Noite22 de junho de 2010 15:28

    Concordo com você Vanessa do Nascimento, seria muito bom, mais como no Brasil tudo para educação é difícil isso é uma realidade distante.

    ResponderExcluir
  23. Fernando Monteiro 3º período - noite23 de junho de 2010 09:57

    A quem afirme que a utilização de giz e quadro negro é coisa do passado. Será? A educação é um direito para todos, porém, a educação deixa a desejar, não responde as diversas realidades sociais no Brasil. Com a chegada das novas tecnologias no âmbito da educação,tivemos ganhos significativos de aplicação de contéudos por meio de ferramentas da internet. Isso não acontece em todas as escolas. Pensemos na maioria das escolas espalhadas pelo país, com suas dificuldades de recursos. Então, o quadro negro e o giz são utilizados pelos professores como instrumentos de educação.

    ResponderExcluir
  24. É bem verdade que esta é uma realidade bastante distante da nossa. Mas, no entanto é oportuno salientar que, para a utilização de tais recursos se faz necessário maior autonomia do professor em sala de aula, isto é, ter o domínio da aula.

    Petrônio Pereira. 3ºP - Noite

    ResponderExcluir

Dialogue conosco, registre seu comentário