domingo, 27 de junho de 2010

COMUNIDADES VIRTUAIS






As comunidades virtuais são espaços formados por agrupamentos de indivíduos que estabelecem entre si, relações sociais. Seu funcionamento está ligado as redes de conexões proporcionadas pelas tecnologias de informação e comunicação, esses indivíduos são ligados por objetivos comuns e se encontram, estabelecendo relações. Segundo Frenback e Tompson as comunidades virtuais se definem como “relações sócias formadas no ciberespaço através do contato repetido em um limite ou local especifico (Como uma conferência eletrônica) simbolicamente delineando por tópico ou interesse” (1995, p.8). Rheingold, define as comunidades virtuais como “ agregados sociais surgidos na rede, quando os intervenientes de um debate o levam por diante em número e sentimento suficientes para formarem teias de relações pessoais no ciberespaço” (1996, p.18). As comunidades virtuais também se apresentam como um espaço de interatividade possibilitando ao indivíduo estar presente agindo tanto como o emissor quanto o receptor de informações. As comunidades virtuais são interessantes para a aplicação no ensino fundamental, pois possibilita a cultura de compartilhamento e cooperação.


Samir de Araújo Pinheiro, 3º Periodo Manhã, Grupo 4 (comunidades virtuais)

3 comentários:

  1. Gildene mayara 3 perido manhã28 de junho de 2010 14:33

    muito interessante esse mundo, e o mais importante é que podemos tarzer junto com a educação, hoje vejo a tecnologia como um elo de conhecimento indispensavel, facilitando o aprendizado e os relacionamentos

    ResponderExcluir
  2. As comunidades virtuais é uma alternativa dinâmica e interativa de inter- relação de informação, estabelecendo um processo cooperativo, entendendo que os participantes das comunidades virtuais têm a mesma finalidade com relação à educação, que é produzir conhecimento, criando assim uma nova concepção de aprendizagem, e é sem dúvida um ótimo apoio pedagógico.


    Gildo albino Figueiredo 3° periodo noite

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvida Samir, descobrimos neste semestre o quanto a tecnologia pode nos auxiliar na incrível missão de educar, assim, é possível perceber nas comunidades virtuais o que Vygostky chamaria de sócio-construtivismo, só que desta vez sendo mediado pelas tecnologias.

    ResponderExcluir

Dialogue conosco, registre seu comentário