sábado, 4 de julho de 2009

Piraí, no RJ, torna-se a primeira cidade a ter um computador por aluno

São Paulo, 16 de junho de 2009 - A cidade de Piraí, no Rio de Janeiro, anunciou nesta terça-feira a compra de 5,5 mil notebooks que serão entregues aos alunos da rede municipal de ensino como parte do projeto Piraí Digital. Com isso, a cidade torna-se a primeira do mundo a ter um computador por aluno.
De acordo com os envolvidos na iniciativa, ao todo são 6,2 mil alunos em 21 escolas municipais em Piraí, município conhecido como “a cidade digital” desde 2004, quando a primeira escola adotou o modelo. Na primeira etapa do projeto, foram 400 computadores e, em 2007, esse número subiu para 620.
Os equipamentos adquiridos são os Classmate PC, da Intel, que têm como diferencial uma estrutura durável, resistente a queda e a água, e facilidade de transporte. Os Classmate PCs utilizados em Piraí trabalham com software livre.
Segundo Maria Helena Cautiero Jardim, uma das coordenadoras do projeto Piraí Digital, alguns dos alunos que tiveram acesso à primeira parte do projeto já se tornaram desenvolvedores e, hoje, criam soluções para a educação local.
Para aquisição dos computadores, o projeto contou com investimento de R$ 4 milhões, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, e de mais R$ 1,42 milhão, provenientes da Prefeitura. Nestes valores estão inclusos o preço da manutenção e a estrutura para manter os computadores e sistemas funcionando. A Intel fornecerá cursos locais de capacitação e desconto nos produtos.
Os 5,5 mil novos Classmate PCs devem ser entregues aos alunos em agosto.

-Resultados da primeira fase:
Sobre os resultados da primeira etapa do projeto Pirai Digital, Maria Helena diz que, na Escola Professora Rosa da Conceição Guedes, onde o projeto chegou em 2007, o conceito do Índice de Desenvolvimento da Educacao Basica (Ideb) subiu de 2,2 para 4,8 em dois anos.
Ela coordena a parte educacional do projeto e explica que a oferta dos computadores aos alunos é "apenas uma ferramenta"."O projeto torna viável a participação do aluno como co-autor do conhecimento", disse.
Outro impacto do Piraí Digital na educação local foi a diminuição da evasão escolar. Segundo ela, na escola Conceição Guedes, o número de alunos pulou de 400 para 600 em dois anos. O vice-governador do Rio de Janeiro, Luis Fernando Pezão, natural de Piraí, completa que "as crianças querem ir para escola até aos sábados e domingos agora".
- Expansão da "computação 1:1
"O vice-governador do Rio de Janeiro anunciou também que pretende expandir o projeto para 1,5 milhões de crianças em todo o Estado. Segundo ele, o investimento seria de R$ 7,5 milhões. Pezão disse, porém, que ainda não existe previsão para a compra dos computadores, mas que "os cálculos ja estão sendo feitos".
Em São Paulo, iniciativas semelhantes são pontuais. Segundo Alan Wake, um dos especialistas da Intel envolvido na produção do Classmate PC, as cidades de Indaiatuba, Campo Limpo Paulista e Jundiaí apresentam ações municipais que seguem direção semelhante à de Piraí.
-----------------------------------------------
(YouTube - Metodologia ou tecnologia)
video
RayannaFarias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dialogue conosco, registre seu comentário